Hamas ordena advogadas a usar lenços na cabeça em tribunal

GAZA (Reuters) - O chefe de Justiça do Hamas na Faixa de Gaza ordenou a advogadas que usem lenços na cabeça no tribunal. A medida recebeu críticas dos grupos de direitos humanos no território controlado pelo grupo islâmico.

Reuters |

Hamdi Shaqoura, do Centro Palestino para os Direitos Humanos, disse nesta segunda-feira que o decreto de Abdel-Raouf al-Halabi "viola as liberdades individuais" e aumenta o temor de que o Hamas pretenda impor leis religiosas islâmicas.

O Hamas, que tomou o controle da Faixa de Gaza da facção Fatah, do presidente palestino Mahmoud Abbas, em confronto em 2007, negou tais alegações.

Halabi ordenou a todos os advogados a vestir-se de preto nas cortes de Gaza e as mulheres a usar lenços que cubram seus cabelos.

Muitos grupos de direitos humanos no território questionaram por meio de comunicados a lei, que entrará em vigência em 1o de setembro, uma violação das liberdades públicas e individuais.

O Sindicato dos Advogados Palestinos, que representa os advogados na Faixa de Gaza e na Cisjordânia, pediu que a decisão fosse revertida.

(Por Nidal al-Mughrabi)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG