Hamas nega obstáculos a cessar-fogo permanente com Israel

Cairo, 14 fev (EFE).- O líder do grupo palestino Hamas, Khaled Mashaal, negou hoje a existência de obstáculos que impeçam alcançar um acordo com Israel para uma trégua prolongada em Gaza, mas também não informou quando o pacto será assinado.

EFE |

Em entrevista à emissora catariana "Al Jazira", Mashaal respondeu a declarações atribuídas a ele nas quais supostamente reconhecia a existência de empecilhos que poderiam adiar a assinatura do acordo.

O pacto para um cessar-fogo durante 18 meses esteve sendo negociado nas últimas semanas entre Hamas e Israel, com a mediação egípcia, e a própria "Al Jazira" informou na sexta-feira à noite que seria anunciado neste domingo no Cairo.

Mashaal, no entanto, não confirmou a informação, e também não ratificou as afirmações feitas na sexta-feira pelo vice-líder do Hamas, Moussa Abu Marzuk, que destacou que a trégua seria anunciada entre hoje e amanhã.

A "Al Jazira" citou ainda declarações feitas hoje em Israel pelo primeiro-ministro Ehud Olmert, que anunciou que não assinará qualquer pacto que não inclua a libertação do soldado israelense Gilad Shalit, capturado em Gaza 25 de junho de 2006.

Olmert negou que Israel "atualmente esteja participando de qualquer negociação com o Hamas", e ressaltou que suas únicas prioridades são a segurança dos moradores do sul de Israel e a libertação de Shalit.

Também hoje, um comboio com ajuda humanitária composto por 100 veículos saiu de Londres em direção à Faixa de Gaza com provisões no valor de 1 milhão de libras (US$ 1,44 milhão).

Centenas de voluntários pertencentes a diversas ONG britânicas integram o envio da ajuda humanitária, que inclui 12 ambulâncias, medicamentos, ferramentas, roupas, cobertores e brinquedos. EFE aj/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG