Hamas impede palestinos de fazer travessia ao Egito por Rafah

Gaza, 18 mar (EFE).- O movimento islâmico Hamas, que governa a Faixa de Gaza, impediu hoje vários palestinos de atravessar o Egito, depois que o país decidiu de forma unilateral abrir a fronteira para casos humanitários durante três dias.

EFE |

"Rejeitamos o mecanismo utilizado para abrir a fronteira", indica um comunicado divulgado hoje pelo Ministério do Interior em Gaza, que critica a decisão das autoridades egípcias de abrir a passagem de Rafah sem discutir antes com a contraparte palestina.

A nota afirma que o Egito não notificou oficialmente o Governo do Hamas em Gaza de sua intenção de abrir o posto fronteiriço, e diz que deseja que a travessia ao país vizinho seja feita "de um modo que garanta a dignidade e o conforto da população de Gaza".

A decisão de não permitir aos habitantes sair de Gaza ocorre dois dias depois que agentes das Forças de Segurança egípcias detiveram dois oficiais do Hamas que tentaram entrar na Faixa com US$ 850 mil em dinheiro. EFE sar/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG