Hamas expressa suas reservas sobre iniciativa egípcia para Gaza

Cairo, 7 jan (EFE).- O movimento palestino Hamas expressou hoje suas reservas em relação à iniciativa egípcia para colocar fim às hostilidades na Faixa de Gaza, e insistiu na necessidade de que, em primeiro lugar, Israel pare sua ofensiva armada.

EFE |

"Dissemos ao Egito que insistimos na suspensão do bloqueio a Gaza, parando a agressão contra nossa gente e abrindo todas as passagens fronteiriças", afirmou o representante do Hamas no Líbano, Osama Hamadan.

Em declarações à rede catariana de televisão "Al Jazira", Hamadan, um dos dirigentes do Hamas no exílio, referiu-se assim à iniciativa anunciada ontem à noite pelo Egito e levada à ONU, a fim de acabar com as hostilidades na Faixa de Gaza.

O plano, que foi apresentado pelo presidente egípcio, Hosni Mubarak, busca uma trégua imediata entre Israel e os palestinos de Gaza, e posteriores consultas para resolver a crise a longo prazo.

"O movimento está considerando esta iniciativa e, embora tenhamos reservas em relação a ela, vamos divulgar nossa resposta após considerá-la", acrescentou o dirigente do Hamas.

Os pontos básicos da proposta de Mubarak incluem uma trégua por um período limitado e a abertura dos postos fronteiriços para que seja possível receber assistência humanitária em Gaza.

Também estabelece negociações para suspender o bloqueio sofrido há um ano e meio por esse território palestino, controlado pelo Hamas, garantias para que evitar uma escalada do conflito e passos para conseguir a reconciliação palestina.

Alguns dirigentes do Hamas criticaram as autoridades do Cairo por parcialidade a favor de Israel, ao manter fechada a passagem fronteiriça de Rafah, a única que liga a Gaza a um ponto fora do território israelense.

Dirigentes do Hamas se reuniram ontem no Cairo com autoridades egípcias em encontro sobre o qual não foram divulgados os resultados, mas ocorreu horas antes de Egito anunciar sua proposta para parar as hostilidades em Gaza. EFE nq/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG