Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Hamas e Fatah se sentarão para dialogar em breve no Cairo, diz embaixador

Cairo, 9 jun (EFE).- O embaixador palestino no Egito, Nabil Amre, anunciou hoje no Cairo que o grupo nacionalista Fatah e o movimento islâmico Hamas começarão em breve na capital egípcia um diálogo nacional palestino.

EFE |

Amre, que não precisou a data, afirmou em entrevista coletiva que os responsáveis egípcios estão preparando o "desenho e a agenda" para esse diálogo nacional, do qual participarão também outras facções palestinas.

O diplomata palestino destacou que "o novo" da iniciativa do presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, para voltar ao diálogo com o Hamas é a urgência imposta pela crise que atinge o povo palestino, principalmente na Faixa de Gaza, que segundo Amre, padece "uma morte diária em massa".

Após um ano mostrando sua rejeição em negociar com o movimento islâmico, em 4 de junho, Abbas anunciou o retorno ao diálogo com o Hamas e com as outras facções palestinas para aplicar a iniciativa de Sana, com o objetivo de preparar o caminho para a realização de eleições legislativas e presidenciais.

A iniciativa de Sana apresentada em janeiro pelo presidente iemenita, Ali Abdulah Saleh, prevê a realização de eleições antecipadas e o reinício das negociações entre as duas facções com base dos acordos assinados entre ambas no Cairo (2005) e em Meca (2007).

Amre pediu que o Hamas aplique a iniciativa de Abbas, que, segundo ele, convida a manter um diálogo a curto prazo e a melhorar, entre outros, a situação, principalmente na Faixa de Gaza.

Sobre a possibilidade de que o Exército israelense lance uma operação contra Gaza, Amre disse que "ninguém duvida que Israel não está feliz com o êxito da mediação egípcia entre os palestinos".

"Eles ameaçam para tentar fazer fracassar os esforços construtivos para alcançar a calma", disse.

"Rejeitamos as agressões israelenses contra nosso povo em Gaza, e temos que encontrar soluções rápidas e ajudar o Egito (em sua mediação) para conseguir a calma", acrescentou o diplomata palestino.

Sobre as conversas de paz reabertas recentemente entre a Síria e o Estado judeu, Amre reiterou o apoio da ANP a esse diálogo.

No entanto, advertiu contra qualquer tentativa por Israel de "jogar com essas conversas abertas com a Síria", já que o Hamas tem fortes laços com Damasco.

Sobre as negociações de paz entre as autoridades palestinas e israelenses, Amre se limitou a dizer que continuam e que, "quando houver um avanço sério, será anunciado". EFE hh/an

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG