Hamas e Fatah dão primeiro passo para a reconciliação

Cairo, 13 fev (EFE).- Dirigentes dos grupos palestinos Hamas, islamita, e Fatah, nacionalista, acertaram uma série de passos para a reconciliação e para superar as divisões que se aguçaram há um ano e meio, segundo um comunicado conjunto divulgado hoje.

EFE |

O comunicado foi divulgado depois que o ex-primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP) Ahmed Qorei, e o "número dois" do Hamas, Moussa Abu Marzuk, se reuniram hoje no Cairo.

Também participaram da reunião o dirigente do Fatah Nabil Shaath e representantes do Hamas que participaram nesta quinta-feira de um diálogo com mediadores egípcios para se chegar a um acordo com Israel, que procura um cessar-fogo na Faixa de Gaza.

A nota, reproduzida pela agência oficial egípcia "Mena", inclui a decisão de cessar os ataques recíprocos através dos meios de comunicação e o compromisso de que não haja mais detenções de palestinos por parte das forças de segurança palestinas.

Hamas, que controla Gaza desde junho de 2007 quando desalojou pela força o Fatah, assegura que dezenas de seus ativistas foram detidos pela ANP na Cisjordânia.

Por sua vez, o Fatah acusa o Hamas de deter os partidários daquele grupo na Faixa de Gaza.

A reunião que aconteceu no Cairo é a primeira entre dirigentes de ambos os grupos rivais desde os combates que protagonizaram em junho de 2007 e que permitiram ao Hamas assumir o controle de Gaza.

A reunião entre Hamas e Fatah, que se prolongou durante quatro horas, foi "franca e revelou o desejo das duas partes de superar as divisões e chegar a uma reconciliação nacional", declarou o representante do Hamas Taher al-Nunu à agência "Mena". EFE nq/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG