Hamas diz que se há respeito negocia com qualquer Governo dos EUA

Damasco, 5 nov (EFE).- O dirigente da política oficial do Hamas, Khaled Meshaal, disse hoje na Síria que seu grupo está preparado para negociar de forma aberta com qualquer Governo dos EUA que respeite os direitos dos palestinos.

EFE |

Após uma reunião com o vice-presidente sírio, Farouk al-Shara, Meshaal assinalou que "os árabes e os palestinos estão preparados para tratar de forma aberta com qualquer Administração americana que seja respeitosa com os direitos dos palestinos".

Desta forma, o dirigente do grupo islâmico palestino, exilado em Damasco, reagia ao triunfo do candidato democrata Barack Obama nas eleições presidenciais americanas.

Para Meshaal, os "EUA precisam de uma mudança mais que o resto do mundo pelas políticas errôneas do presidente George W. Bush durante os últimos oito anos".

Por outro lado, o líder do Hamas explicou que suas conversas com Shara foram centradas nas repercussões da incursão israelense ontem à noite na Faixa de Gaza, que deixou seis mortos, e nos esforços para uma reconciliação entre os palestinos.

Meshaal acusou Israel de ser "o responsável da última agressão sobre a Faixa de Gaza e das conseqüências de violar a trégua, com a qual Hamas se comprometeu durante os últimos quatro meses". EFE gb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG