Hamas diz que o Egito segue mediando para a troca de prisioneiros

Cairo, 31 jul (EFE).- O movimento palestino Hamas insistiu hoje no Cairo em que as negociações para a troca de presos palestinos com Israel continuam nas mãos do Egito.

EFE |

"A negociação está nas mãos do Egito e não nas de outros (países)", disse no Cairo o vice-presidente do escritório político do Hamas em Damasco, Moussa Abu Marzuq, depois de se reunir com vários responsáveis da segurança egípcia.

Com estas declarações, ele pretende desmentir as informações que apontavam para que o Hamas tinha descartado a mediação do Cairo na questão.

O responsável palestino, exilado na Síria, evitou especificar o número de presos palestinos em território israelense cuja libertação o Hamas exige em troca da libertação do soldado israelense Gilad Shalit, capturado em junho de 2006 por milicianos palestinos na fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel.

A imprensa egípcia informou na quarta-feira que o Hamas entregou ao Egito uma lista com mil prisioneiros palestinos a fim de que Israel escolha 450 para serem liberados, embora esta informação não tenha sido confirmada por veículos de comunicação oficiais.

Marzuq, que qualificou de positivas as reuniões, ressaltou, no entanto, que "a prioridade da reunião foi o diálogo palestino-palestino", em referência à deteriorada relação com o movimento nacionalista Fatah.

Neste sentido, pediu a todas as facções palestinas para iniciar um novo diálogo para desenhar um horizonte de futuro.

Durante o comparecimento à imprensa, ele criticou as autoridades israelenses e as acusou de não ter cumprido os acordos alcançados com os grupos palestinos.

O responsável palestino também insistiu na necessidade de que Israel abra as passagens fronteiriças que ligam a Faixa de Gaza com o mundo exterior, fechadas há um ano, e especialmente a de Rafah, que liga o território palestino ao Egito.

Moussa Abu Marzuq chegou na quarta-feira ao Cairo à frente de uma delegação que incluía vários membros do Hamas provenientes de Gaza.

EFE am/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG