Hamas diz que nada impedirá tráfico de armas a Cisjordânia e Gaza

Beirute, 25 jan (EFE).- O dirigente do grupo islâmico palestino Hamas no Líbano, Usama Hamdan, afirmou hoje que nada impedirá a chegada de armas aos territórios palestinos da Cisjordânia e de Gaza, em uma conferência em Beirute.

EFE |

"Que ninguém pense que as medidas de segurança nos impedirão de obter armas", afirmou Hamdan. "Continuaremos enviando-as a Gaza e Cisjordânia, e nem os porta-aviões, nem os controles aéreos e marítimos poderão impedir isso", acrescentou.

Além disso, ele qualificou de "ingênuos" aqueles que pensam que os sistemas de controle por satélite, mar ou ar poderão detectar as armas que entram em Gaza através dos túneis que ligam o território palestino ao Egito.

O representante do Hamas, que controla a Faixa de Gaza, também destacou que o grupo começou a repor seu arsenal de armas após o cessar-fogo, mas reconheceu que "a coisa pode ficar mais difícil".

Hamdan acrescentou que "a resistência" deve continuar, porque "deve vencer".

Em 17 de janeiro, Israel anunciou um cessar-fogo unilateral em Gaza, e Hamas declarou uma trégua no dia seguinte, após três semanas de operações militares israelenses na Faixa nas quais 1.400 pessoas morreram, segundo fontes palestinas. EFE ks/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG