Hamas diz que Israel usa bombas de fósforo branco em áreas habitadas de Gaza

Jerusalém, 11 jan (EFE).- O Hamas denunciou hoje o possível uso por Israel de bombas de fósforo branco em regiões habitadas por civis na Faixa de Gaza, não obedecendo assim às exigências da legislação internacional.

EFE |

"Não temos provas, pois em Gaza não temos laboratórios nos quais possamos fazer as análises, mas tudo indica que o Exército israelense usa bombas de fósforo branco em áreas altamente povoadas", declarou Hassan Yalaf, vice-ministro de Saúde do Hamas e diretor-geral do Hospital de Shifa.

Em conversa telefone com a Agência Efe desde Gaza, Yalaf afirmou que os hospitais da localidade recebem casos de "pacientes com profundas queimaduras e a pele colorida de branco", o que poderia ter sido provocado por este gás.

Um porta-voz militar disse à Efe que "as Forças Armadas de Israel usam apenas armas que estão de acordo com a legislação internacional e não usam nenhuma arma que não seja também usada por outros exércitos ocidentais".

Perguntado especificamente pelo uso das bombas de fósforo branco em Gaza durante a atual ofensiva, o porta-voz não quis confirmar ou negar que estas armas estejam sendo usadas em Gaza.

O uso desta arma para criar nuvens de fumaça fora de áreas de civis é permitido pela legislação internacional, apesar de haver um debate sobre seu uso em áreas habitadas, que muitos consideram proibido pela Convenção de Armas Químicas de 1997.

Esse texto proíbe o uso como arma de substâncias químicas tóxicas que possam causar morte ou incapacitação de pessoas e animais. EFE aca/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG