CAIRO (Reuters) - Um líder do Hamas disse nesta quarta-feira que pontos de divergência se mantiveram sobre a proposta do Egito de estabelecer um cessar-fogo entre Israel o grupo islâmico. Ainda há pontos de divergência na iniciativa e estes pontos ainda não foram resolvidos, disse Osama Hamdan, representante do Hamas no Líbano, em entrevista para a emissora de televisão Al Jazeera.

"A iniciativa em sua atual forma não atinge os interesses (palestinos). Pontos específicos precisam ser alterados...Nós acreditamos que não há iniciativa que não possa ser modificada ou alterada", disse ele.

O canal árabe Al Arabiya e o jornal espanhol El País, citaram o ministro das Relações Exteriores da Espanha, Miguel Angel Moratinos, que teria dito que o Hamas aceitou a proposta do Egito.

A proposta original era de uma trégua temporária para permitir conversações a longo prazo para garantir a segurança na fronteira entre Egito e Gaza e o fim do bloqueio israelense a Gaza.

No entanto, a proposta deve ter sido alterada durante negociações secretas mediadas pelo Egito na última semana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.