Hamas critica lançamento de foguetes contra Israel

Gaza, 12 mar (EFE).- O Governo do Hamas na Faixa de Gaza criticou hoje o lançamento de foguetes contra Israel e pediu a interrupção desses ataques, em uma declaração incomum do movimento islâmico.

EFE |

"As facções da resistência não têm relação com os foguetes que estão sendo disparados de Gaza (...) no momento errado", afirmou, em comunicado, o Ministério do Interior do Executivo islâmico que governa em Gaza.

A nota acrescenta que "os serviços de segurança estão seguindo aqueles que estão por trás desses ataques com foguetes".

Esta pouco frequente condenação ocorre no momento em que uma facção armada denominada Hisbolá na Palestina lança quase a cada dois dias projéteis contra o sul de Israel, e depois reivindica a ação.

Israel responde com bombardeios contra os túneis subterrâneos entre Gaza e Egito ao lançamento pontual de foguetes contra seu território, desde o fim da ofensiva israelense em Gaza, entre dezembro e janeiro, que matou cerca de 1,4 mil palestinos.

O Hisbolá na Palestina veio publicamente à tona pela primeira vez em dezembro do ano passado, quando o Hamas decidiu não renovar sua trégua de seis meses com Israel, mas fontes do movimento islâmico o consideram apenas "um nome falso usado para realizar ações de fora do consenso nacional" palestino.

A condenação do Hamas ao lançamento de foguetes ocorre também enquanto o movimento islâmico negocia no Cairo a criação de um Governo de união nacional com as outras facções palestinas, incluindo o movimento nacionalista Fatah, do presidente palestino, Mahmoud Abbas, que é contra os ataques com projéteis contra Israel.

EFE sar-ap/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG