Hamas: Congresso Judeu Europeu agradece declarações de Sarkozy e Merkel

O Congresso Judeu Europeu (CJE) comemorou nesta terça-feira as declarações de dirigentes europeus, em particular de Nicolas Sarkozy e Angela Merkel, destacando a responsabilidade do movimento islamita Hamas no conflito com o exército israelense em Gaza.

AFP |

"O Congresso Judeu Europeu comemora as declarações feitas pela presidência tcheca da UE e cumprimenta o presidente francês, Nicolas Sarkozy, e a chanceler alemã, Angela Merkel, que destacaram a responsabilidade do conflito atual ao Hamas", escreveu esta organização em comunicado.

"A comunidade internacional e a União Européia devem compreender que o combate contra o Hamas faz parte da campanha mundial contra terrorismo", afirmou o CJE, pedindo que a organização islamita que controla Gaza está na lista européia das organizações terroristas.

Sarkozy acusou segunda-feira o movimento islamita de ter agido de forma irresponsável e imperdoável, decidindo não renovar a trégua e retomando os tiros de foguetes contra Israel.

Merkel anunciou em dezembro que a responsabilidade da degradação da situação "era clara e exclusivamente do Hamas".

Do lado da presidência tcheca da UE, o porta-voz do primeiro-ministro Mirek Topolanek afirmou sábado que a operação terrestre lançada por Israel era "mais que ofensiva".

O chefe da diplomacia tcheca Karel Schwartzenberg declarou que "mesmo o direito inalienável de um Estado de se defender não autoriza ações que afetem em massa os civis".

cr/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG