Hamas comemora atentado de segunda-feira em Jerusalém

O movimento radical islâmico Hamas saudou, nesta terça-feira, o atentado cometido ontem, em Jerusalém, durante o qual um palestino feriu 13 pessoas ao lançar seu veículo contra soldados, até ser abatido.

AFP |

"As brigadas Ezzedin al-Qassam saúdam a operação de Jerusalém, que é uma resposta natural e legítima do povo palestino", declarou, em nota, o braço militar do movimento islamita, que controla a Faixa de Gaza desde junho de 2007.

"Essa operação é uma continuação da Intifada santa em Jerusalém, um direito legítimo e uma resposta (...) aos assassinatos, às detenções, à destruição de casas, à judaização dos lugares santos, e à expulsão das terras", acrescentou o movimento.

O Hamas não reivindicou a autoria do ataque.

O atentado, cometido na segunda à noite por um palestino de 19 anos, identificado como Qassem al Mughrabi, oriundo de Jerusalém Oriental, aconteceu na praça Tsahal, em frente às muralhas da parte velha, próximo da Porta de Jaffa, um ponto turístico muito freqüentado.

sa-mel/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG