Hamas classifica de "brincadeira" alívio de bloqueio a Gaza

Ministro da economia de Gaza afirma que Israel quer "suavizar as pressões internacionais"

EFE |

O movimento islamita Hamas classificou de "brincadeira" a decisão aprovada neste domingo pelo gabinete de segurança de Israel para suavizar o bloqueio à Faixa de Gaza, ao considerar que seu único objetivo é sacudir as pressões internacionais.

"Esta é outra brincadeira que Israel apresenta a nós e ao mundo", disse o ministro da economia do governo de Gaza islamita, Ziad Zaza, após saber da resolução israelense.

"Não há sentido e ninguém consegue entender", insistiu o ministro, para quem Israel só trata com esta decisão de "suavizar as pressões internacionais", às que enfrenta desde o ataque ao comboio humanitário, no final de maio, e a morte de nove ativistas na abordagem.

"O que dizemos é que Israel deve colocar fim de uma vez por todas ao bloqueio e reabrir todas as passagens comerciais" a Gaza, acrescentou.

Por sua vez, a partir de Ramala, um alto representante da Autoridade Nacional Palestina (ANP), considerou a decisão israelense como "um bom passo adiante", mas ainda "insuficiente".

    Leia tudo sobre: IsraelFaixa de Gazabloqueio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG