Hamas analisa última proposta de Israel sobre troca de presos

Damasco, 29 dez (EFE).- O movimento palestino Hamas anunciou hoje em Damasco que ainda está analisando a última proposta de Israel para trocar o soldado Gilad Shalit por presos palestinos que estão em prisões israelenses.

EFE |

Líderes do Hamas da Faixa de Gaza e a direção política exilada em Damasco têm se reunido nos últimos dois dias para estudar a proposta, que foi entregue em 23 de dezembro em Gaza por um mediador alemão.

"Hamas está estudando ainda a resposta dada pelo Governo do inimigo sionista por intermédio de um mediador alemão sobre a troca de prisioneiros", diz um comunicado do Hamas divulgado nesta capital.

"O movimento dará a resposta ao mediador alemão depois que encerrarem as consultas internas que permitam assegurar as vantagens dos heróis palestinos presos e garantir sua libertação por meio de um acordo honorável", acrescenta o comunicado.

A nota foi divulgada horas depois que a cadeia "Al Arabiya" anunciasse, citando fontes do Hamas não identificadas, que o movimento palestino tinha decidido rejeitar a última proposta de troca.

Hamas e Israel, com a mediação do Egito e posteriormente da Alemanha, mantêm negociações indiretas desde o ano passado sobre a possibilidade de trocar Shalit por cerca de 1 mil presos palestinos.

O mediador alemão conseguiu em outubro que Israel colocasse em liberdade 20 prisioneiras palestinas em troca de uma prova de vida de Shalit.

As negociações estão agora em uma etapa em que estão sendo analisados os nomes dos presos palestinos que ganhariam liberdade se o acordo fosse fechado, levando em consideração os crimes cometidos, e a possibilidade de alguns serem deportados. EFE gb/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG