Hamas alerta Israel que trégua está chegando ao fim

DAMASCO (Reuters) - O exilado líder do Hamas foi citado afirmando neste domingo que o grupo islâmico palestino não irá renovar sua trégua de seis meses com Israel, que expira nesta sexta-feira, mas outras autoridades do Hamas foram menos definitivas. Não haverá renovação da calma depois que ela expirar, coloca um comunicado emitido em Damasco citando o líder do Hamas Khaled Meshaal durante transmissão da emissora de televisão do grupo.

Reuters |

Meshaal está baseado na capital síria. O comunicado não deu mais detalhes. Anteriormente, Ismail Haniyeh, líder do Hamas na Faixa de Gaza, havia conduzido um comício de até 200.000 simpatizantes em Gaza. Ele acusou Israel de violar os temos da trégua, mas não afirmou que o Hamas não irá renovar o acordo feito em junho.

Respondendo ao comunicado emitido em Damasco, um representante do Hamas em Gaza disse à Reuters que o acordo não será renovado automaticamente depois de 19 de dezembro "e não será renovado enquanto não houver comprometimento real de Israel a todas as suas condições."

"Não há nada que nos encoraje a continuar com um acordo que não atinja os resultados que esperamos," afirmou Osama al- Muzaini.

Mas ele parou por hora de afirmar que definitivamente não haverá renovação.

Desde o início do mês passado, violência esporádica vem ocorrendo ao longo da fronteira Israel-Gaza, com tropas israelenses fazendo incursões sobre os enclaves litorâneos e militantes islâmicos disparando foguetes contra Israel.

(Reportagem de Yacoub Oweis e Nidal al-Mughrabi)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG