Hamas acusa Israel de bloquear acordo sobre troca de presos

O Hamas acusou nesta terça-feira o governo de Israel de bloquear um acordo sobre a libertação de centenas de detentos palestinos em troca do soldado Gilad Shalit, em poder do movimento radical há mais de três anos.

AFP |

"O que aconteceu ontem no gabinete restrito do governo israelense é a prova de que Israel bloqueia e atrasa um acordo sobre a troca de prisioneiros", declarou Sami Abu Zuhri, porta-voz do Hamas.

O "gabinete restrito" israelense decidiu não confirmar no momento um acordo sobre a liberação de centenas de presos palestinos em troca de Shalit, e prosseguir com as negociações.

"A divisão dentro do governo israelense bloqueia o acordo", disse o porta-voz do Hamas.

O "gabinete restrito", integrado por sete ministros, estava muito dividido sobre a atitude a adotar sobre as condições da troca, rejeitada pelo primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu.

O sargento Gilad Shalit, 23 anos, que também tem nacionalidade francesa, foi capturado em 25 de junho de 2006 perto da Faixa de Gaza por um comando palestino. Ele está em poder do Hamas, que controla a região.

az-dlm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG