Hamas acusa Egito de prender 4 pescadores palestinos

Gaza, 13 fev (EFE).- O Governo do Hamas na Faixa de Gaza acusou hoje a Marinha egípcia de, no começo da manhã, ter detido quatro pescadores perto da fronteira entre os dois territórios.

EFE |

Em nota, o movimento islâmico classificou as detenções como um "perigoso precedente" e similares a ações da força naval israelense, que patrulha o espaço marítimo de Gaza e abre fogo contra os barcos que, em busca dos peixes mais procurados, se afastam mais de três milhas náuticas (menos de cinco quilômetros) da costa.

Segundo o Ministério da Agricultura do Governo de Gaza, navios militares egípcios interceptaram violentamente dois navios pesqueiros de pequeno porte, detiveram seus quatro tripulantes e rebocaram as embarcações.

Por causa do bloqueio israelense e das restrições de acesso ao mar, os pescadores de Gaza começaram a se deslocar para o litoral egípcio em lanchas rápidas para comprar pescado, em vez de capturar espécimes.

O incidente de hoje pode aumentar a tensão entre o Egito e o Hamas, que já cresceu nos últimos meses por causa da morte de um soldado egípcio em um dia de distúrbios na cidade de Rafah e da construção no lado egípcio da fronteira de uma barreira subterrânea.

EFE sar/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG