Haitianos pagam civis para retirar corpos dos escombros

SÃO PAULO - Mais de 20 dias depois do terremoto que devastou Porto Príncipe, cresce no Haiti a insatifação com o governo e com equipes enviadas por outros países em relação aos trabalhos de ajuda. Algumas famílias, como a de Thomas Silvain, estão recorrendo a civis para resgatar corpos de familiares que ainda estavam sob os escombros.

Valor Online |

Em vez de esperar mais tempo ainda por equipes de demolição, Silvain pagou mais de US$ 200 para jovens haitianos retirarem o corpo de sua filha.

O ambiente de impaciência e de desordem também está alimentando ações violentas contra comboios de alimentos. Ontem, representantes da ONU disseram que 20 homens armados bloquearam no sábado uma via na capital haitiana para tentar sequestrar um caminhão com alimentos para vítimas do terremoto. Policiais reagiram com tiros e evitaram a ação.

(Valor)

    Leia tudo sobre: haiti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG