Haitianos acusam prefeita de vender ajuda vinda do exterior

Porto Príncipe, 3 fev (EFE).- Centenas de haitianos protestaram hoje nas ruas de Pétionville, nos arredores de Porto Príncipe, e acusaram a prefeita do lugar, Claire Lydie Parent, de comercializar a ajuda internacional enviada após o terremoto do dia 12 de janeiro, informou a imprensa local.

EFE |

A prefeita da região, considerada de classe média alta, foi acusada pelos manifestantes de exigir dos desabrigados dinheiro em troca de cupons para conseguir um saco de arroz, segundo o site "Haiti Press Network".

Os manifestantes depositaram centenas de sacos de arroz na rua e causaram um grande engarrafamento, de acordo com o site.

Já a rádio "Metropole" disse que quase 300 pessoas participaram deste protesto e percorreram várias ruas de Pétionville exigindo também comida e uma melhor distribuição da ajuda humanitária.

O Governo do Haiti estimou ontem em mais de 200 mil o número de mortos no terremoto e reconheceu que não tem capacidade para conduzir a situação. EFE jlp/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG