Haitiano dá sinais de vida sob os escombros 11 dias depois do terremoto

Porto Príncipe, 23 jan (EFE).- Um homem de 24 anos deu sinais de vida após 11 dias debaixo das ruínas de um prédio de três andares no centro de Porto Príncipe, e uma equipe de tentava hoje resgatá-lo.

EFE |

Exantus Wismond foi localizado no começo da manhã deste sábado por um grupo de ladrões na região chamada de "Centre Ville", e estes avisaram a um jornalista grego, quem chamou os bombeiros.

Desde as 11h no horário local (14h em Brasília), a equipe grega, apoiada por um impressionante contingente francês, tentava abrir um buraco entre os blocos de concreto para chegar até Exantus, que está a oito metros de profundidade.

Conforme o relato de socorristas, o jovem não se queixou de dores e, inclusive, teve força suficiente para falar o nome de seus irmãos.

O resgate poderia durar ainda várias horas, segundo os bombeiros franceses, que isolaram o local para impedir a passagem das jornalistas que querem registrar o milagre.

O terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu o Haiti ocorreu às 19h53 de Brasília do dia 12 de janeiro e teve epicentro a 15 quilômetros da capital, Porto Príncipe.

Pelo menos 21 brasileiros morreram na tragédia, sendo 18 militares e três civis, entre eles a médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, e Luiz Carlos da Costa, o segundo civil mais importante na hierarquia da ONU no Haiti. EFE fjo/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG