Haiti diz que controla saúde e que epidemias não preocupam

Porto Príncipe, 30 jan (EFE).- O ministro da Saúde do Haiti, Alex Larsen, disse hoje que o Governo tem total controle da situação sanitária do país e que não está preocupado com a aparição de epidemias.

EFE |

Em entrevista à Agência Efe, Larsen afirmou que a situação é satisfatória no que se refere a cuidados médicos, e que a principal preocupação do Governo é, na verdade, o estado do esgoto e da água usada nos milhares de acampamentos erguidos após o terremoto do dia 12.

Larsen diz que foram detectadas várias infecções respiratórias, mas que são consideradas compreensíveis, já que centenas de milhares de pessoas - a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima um milhão - vivem na rua respirando pó e expostas a mudanças de temperatura.

Apesar das advertências lançadas por médicos de vários hospitais, que começam a ver um alarmante número de pessoas com diarréia, segundo o ministro ainda não há motivos para se preocupar com infecções intestinais.

Para ele, é preciso levar os deslocados a acampamentos com saneamento básico, rede de água corrente e serviços médicos.

A opção, defendida pelo Governo, é muito questionada pelos organismos internacionais, que acreditam que é melhor estabilizar os atuais acampamentos e ajudar o povo a reconstruir suas próprias casas. EFE fjo/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG