Haiti busca ajuda de longo prazo de doadores

SANTO DOMINGO (Reuters) - O presidente haitiano, René Préval, fez na segunda-feira um apelo para que os doadores internacionais foquem não só na ajuda imediata ao país por causa do terremoto, mas também no desenvolvimento de longo prazo para a nação mais pobre das Américas. Não podemos apenas curar as feridas do terremoto, precisamos desenvolver a economia, a agricultura, a educação e a saúde, e reforçar as instituições democráticas, disse Préval a representantes de governos estrangeiros e instituições financeiras internacionais durante uma conferência preliminar de doadores na vizinha República Dominicana.

Reuters |

"O Haiti já estava em situação difícil", disse Préval, referindo-se a antes do terremoto de magnitude 7 que devastou Porto Príncipe na semana passada.

As autoridades estimam que até 200 mil pessoas tenham morrido na tragédia, e que três quartos da capital terão de ser reconstruídos.

O Haiti enfrenta há décadas turbulências e conflitos políticos, além da miséria e de desastres naturais como inundações e deslizamentos.

Os Estados Unidos e a ONU, esta sob comando do Brasil, lideram a enorme operação humanitária para as vítimas do terremoto, e os doadores internacionais preparam mais reuniões em janeiro e fevereiro para coordenar a assistência financeira ao país caribenho.

(Reportagem de Manuel Jimenez)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG