Haiti antevê mais ajuda com nomeação de Bill Clinton pela ONU

Por Joseph Guyler Delva PORTO PRÍNCIPE (Reuters) - A nomeação do ex-presidente norte-americano Bill Clinton como enviado especial da ONU para o Haiti deve favorecer a conscientização global para o drama do país mais pobre das Américas, disse na quarta-feira a primeira-ministra Michèle Pierre-Louis.

Reuters |

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, nomeou Clinton nesta semana como seu enviado especial ao país caribenho, assolado no ano passado por distúrbios populares contra a alta de preços dos alimentos, seguidos por furacões devastadores que mataram cerca de 800 pessoas.

Chamando Clinton de "grande amigo do Haiti", Pierre-Louis disse à Reuters que ele foi essencial na obtenção de novos compromissos de doações ao seu país numa conferência realizada em abril em Washington.

"Trabalharemos com ele para melhorar a causa do Haiti diante da comunidade internacional e para construir uma nova parceria, sólida e eficiente, para melhorar as condições de vida do povo haitiano", disse ela.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG