Haia retoma julgamento de rebelde congolês em janeiro

Haia, 18 nov (EFE).- O Tribunal Penal Internacional (TPI) anunciou hoje que o julgamento do chefe rebelde da República Democrática do Congo, Thomas Lubanga, por recrutamento militar de crianças, começará em 26 de janeiro, quebrando a paralisação que sofre o processo há cinco meses.

EFE |

O TPI só explicou, em comunicado, que "desapareceram" as razões para interromper o julgamento, parado desde junho por falta de garantias para um processo justo.

Os juízes explicarão os argumentos de sua decisão em um documento escrito ainda não publicado, especificou a nota.

O início do julgamento a Lubanga, que estava previsto para 23 de junho, foi paralisado porque a procuradoria não facilitou o acesso do acusado a determinados documentos confidenciais, com o que "se restringiram as oportunidades dele preparar sua defesa" adequadamente.

Agora, os promotores têm até quinta-feira para mostrar esses 200 documentos confidenciais que podem ser usados pela defesa para preparar seu caso.

Lubanga, ex-presidente do grupo rebelde União de Patriotas Congoleses (UPC), é acusado por recrutamento militar de crianças menores de 15 anos na localidade congolesa de Ituri, entre julho de 2002 e dezembro de 2003. EFE mr/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG