Há 100 anos, Einstein apresentava sua teoria da relatividade

Cem anos atrás, no dia 21 de setembro de 1909, o jovem Albert Einstein apresentou pela primeira vez em público, em Salzburgo, sua revolucionária teoria da relatividade, que havia sido publicada em 1905.

AFP |

Seu estudo, que inaugurou uma nova era nas ciências exatas, foi recebido friamente por seus colegas na época.

A célebre fórmula E=Mc² - significando que a energia é igual à massa multiplicada pela velocidade da luz ao quadrado - não causou muito impacto nos pesquisadores das ciências naturais que estavam reunidos no ginásio da escola Andrae, onde acontecia a reunião científica.

Após a intervenção de Einstein, que havia discorrido detalhadamente sobre a natureza da matéria e da radiação, o físico alemão Max Planck, um dos mais respeitados da época, deu início a uma animada discussão em meio à platéia de futuros ganhadores do Prêmio Nobel.

Planck conhecia o trabalho de Einstein - que viria, ele mesmo, a ganhar um Nobel em 1921 -, pois havia analisado sua teoria na época da publicação, quatro anos antes em Berlim.

Apesar das discussões, Einstein, que então contava apenas 30 anos e participava de seu primeiro congresso, permaneceu à margem do reconhecimento internacional.

Naquele tempo, o jovem cientista trabalhava em um escritório de patentes em Berna e acabara de ser nomeado professor na capital suíça. Pouco depois, foi chamado para dar aulas em Zurique, de onde voltou para Berlim para continuar seus estudos. Em 1933, imigrou para os Estados Unidos para escapar da perseguição nazista.

lad/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG