Gutiérrez denuncia irregularidades em eleições no Equador e pede vigilância

Quito, 26 abr (EFE).- O candidato à Presidência do Equador Lúcio Gutiérrez denunciou hoje supostas irregularidades na propaganda oficial a favor do também candidato e atual chefe de Estado, Rafael Correa, e fez um apelo à população para que vigie a votação.

EFE |

Segundo Gutiérrez, servidores públicos teriam tentado comprar votos entregado lâmpadas que economizam energia e sacos de fertilizantes a camponeses.

"Até onde está chegando esta forma desonesta deste Governo atuar?", perguntou o candidato ao fazer a denúncia à imprensa, já que, segundo disso, desconfia das autoridades nacionais e das missões de observação internacionais.

"O que conseguimos denunciando aos organismos internacionais?.

Nada!. O que conseguimos denunciando ao Conselho Nacional Eleitoral?. Nada! Porque eles não fazem nada, porque são parte de um todo, são parte do Governo", afirmou Gutiérrez.

"Esperemos que não destorçam a vontade do povo equatoriano, esperemos que Deus permita que as eleições sejam transparentes", acrescentou o candidato momentos antes de depositar seu voto numa das urnas de um colégio eleitoral de Quito.

Gutiérrez disse ainda que "pode haver algum problema no Equador se houver uma manipulação maciça da vontade do povo equatoriano".

Além disso, o candidato atacou o Governo de Correa, acusado de "criar cada vez mais desconfiança, mais desemprego, mais pobreza, mais criminalidade", e pediu aos equatorianos o lhe apóiem, já que quando governou entre janeiro de 2003 e abril de 2005 a situação da população, disse, era bem melhor. EFE fa/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG