Gustav se afasta de Cuba para o norte do Golfo do México

HAVANA - O furacão Gustav se afasta neste domingo de Cuba em direção ao noroeste, para o norte do Golfo do México, com categoria três na escala de Saffir-Simpson (que vai até cinco) e ventos de 205 km/h, mas pode ganhar força nas águas quentes do golfo, informou o Instituto de Meteorologia cubano.

EFE |

"Em seu movimento atual, a influência em Cuba continuará até a tarde de hoje, mas diminuindo gradualmente. Faixas espirais de Gustav continuarão atingindo o oeste e o centro do país com chuvas e ventos fortes", adverte um aviso de ciclone emitido às 6h local (7h de Brasília).

Reuters
Gustav deixa rastro de destruição em Havana

O furacão atravessou no sábado o extremo oeste de Cuba do sul ao norte com ventos máximos sustentados de 240 km/h e seqüências de até 340 km/h, deixando alguns feridos e grande destruição, ainda não quantificados, mas as autoridades não informaram até agora sobre nenhuma morte.

Gustav deixou pelo menos 86 mortos no Haiti, na República Dominicana e na Jamaica em sua passagem por esses países, desde que se formou na segunda-feira passada, no leste do Caribe.

O primeiro aviso de ciclone de hoje adverte que, em Cuba, "continuarãoo as ressacas em toda a costa sul e as inundações litorâneas nas zonas baixas" desse mesmo litoral, de Cienfuegos (centro) até Havana (oeste).

"Começarão inundações litorâneas em zonas baixas do litoral norte de Pinar del Río", a província mais a oeste e também a mais atingida no sábado pelo impacto direto de Gustav, junto com Isla de la Juventud.

Leia mais sobre Gustav

    Leia tudo sobre: gustav

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG