Gustav: parte da produção de petróleo no Golfo do México é suspensa

Uma parte da produção de petróleo no Golfo do México já foi interrompida, por culpa do furacão Gustav, anunciaram as companhias Shell e ExxonMobil, neste sábado.

AFP |

"A produção de cerca de 5.000 barris de petróleo diários e de 1,4 milhão de metros cúbicos de gás por dia foi interrompida", explicou a americana ExxonMobil, em sua página na Internet.

"Sendo nossa prioridade a segurança dos nossos funcionários, avançamos na evacuação do pessoal (...) dessas instalações (situadas) em sua trajetória, ou perto dela", completou a empresa.

A anglo-holandesa Royal Dutch Shell informou em seu site ter "começado os procedimentos de fechamento de algumas instalações operadas pela Shell".

O grupo declarou que "são necessários procedimentos operacionais particulares para fechar (essas instalações) de modo correto e garantir sua reativação, após a passagem do furacão".

Gustav, que ainda pode se fortalecer antes de chegar ao Golfo do México, deve alcançar a costa dos Estados Unidos, na segunda, ou na terça.

O Golfo do México concentra um quarto da produção americana de petróleo bruto e 11% da de gás natural.

hh/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG