Guerrilheiro "Timochenko" é designado novo líder das Farc

Em nota, guerrilha anuncia novo comandante e diz "plano para tomada do poder" continua

EFE |

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) designaram Rodrigo Londoño Echeverry, conhecido como "Timochenko" ou "Timoleón Jiménez", como novo líder da organização, anunciou a guerrilha em comunicado emitido nesta terça-feira, menos de duas semanas após a morte do chefe antecessor, "Alfonso Cano" .

A agência Bolivariana de Imprensa (ABP"), que costuma divulgar comunicados das Farc, divulgou um documento assinado pelo Secretariado do Estado-Maior da guerrilha com a confirmação da nomeação de "Timochenko". A nota diz que desse modo "garante-se a continuidade do plano estratégico para a tomada do poder pelo povo. A coesão de seus comandantes e combatentes, como dizia Manuel Marulanda Vélez (fundador da guerrilha), continua sendo uma das mais importantes conquistas das Farc".

Os autores contestaram as previsões dos analistas que, dias depois da morte de Guillermo Leão Sáenz, conhecido como "Alfonso Cano", indicavam o enfraquecimento e iminente fim da guerrilha . "Esses pobres analistas e políticos medíocres, aduladores do poder, que hoje falam da derrubada das Farc perante a morte do comandante, são tão ignorantes que nem sequer merecem o gesto de nosso desprezo", sustenta o documento. "Estão tão perdidos que ainda comemoram a morte do mais fervente apoiador da solução política e da paz", destaca o comunicado. "Comandante 'Alfonso Cano': suas diretrizes no campo militar e político serão cumpridas ao pé da letra", acrescenta. "Viva a memória do comandante 'Alfonso Cano'! Juramos vencer, e venceremos", finaliza a nota.

    Leia tudo sobre: FarcColômbiaguerrilhaAlfonso CanoTimochenko

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG