Guerrilheiro das Farc que teria seqüestrado chanceler colombiano é detido

Bogotá, 20 jun (EFE) - As autoridades colombianas detiveram hoje em Santa Marta (norte) o suposto guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e seqüestrador do atual ministro das Relações Exteriores, Fernando Araújo, informaram fontes oficiais.

EFE |

Agentes do Corpo Técnico da Promotoria (CTI) e soldados da Marinha detiveram o suposto rebelde, identificado como Carlos Arturo León, conhecido como "Daniel King".

Segundo as fontes, o detido, um dos chefes regionais do litoral norte das Farc, e Gustavo Rueda Díaz, o "Martín Caballero", já falecido, distribuíram a vários homens da guerrilha a ordem de seqüestrar o atual chanceler colombiano em 4 de dezembro de 2000 na cidade de Cartagena.

Junto a Daniel King as autoridades detiveram sua namorada, conhecida como "Milena", que, segundo as fontes, também pertence às fileiras da principal guerrilha colombiana.

No final de fevereiro já havia tinha sido capturado Lúcio Gómez Bríñez, chefe das frentes 35 e 37 do mesmo grupo, e que substituía Martín Caballero.

Araújo permaneceu seqüestrado de 2000 até dezembro de 2006, quando fugiu do cativeiro, nos chamados Montes de María, norte da Colômbia, no qual atuavam as facções dirigidas por Caballero, Gómez Briñez e King. EFE rrm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG