Guerrilheira histórica das Farc se entrega ao governo colombiano

A líder rebelde Nelly Avila Moreno, conhecida como Karina, desertou da guerrilha colombiana das Farc, onde era uma emblemática comandante, e se entregou à polícia, neste domingo, em um município do noroeste do país, disse à AFP uma fonte do governo.

AFP |

Segundo a mesma fonte, a mulher, que comandava a frente 47 das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e era considerada pelas autoridades como a mulher mais sanguinária dessa guerrilha, entregou-se à sede da Polícia Secreta (DAS), no município de Argelia.

Em março, o guerrilheiro Pablo Montoya, subordinado a Karina, decidiu assassinar o chefe rebelde Iván Ríos (membro do comando central das Farc) e se entregou às autoridades, levando o corpo da vítima, sua companheira e seu notebook, para cobrar uma recompensa.

Montoya, que entregou às autoridades uma das mãos de Ríos, para comprovar a ação, forneceu informações sobre Karina. Ela teria decidido se entregar por medo de ter o mesmo destino que Ríos. Recentemente, o presidente colombiano, Alvaro Uribe, enviou-lhe uma mensagem pública, convidando-a a se desmobilizar em troca de garantias de sua integridade física.

sab/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG