Guerrilha maoísta mata 10 soldados nas Filipinas

Manila, 6 mar (EFE).- Rebeldes comunistas do Novo Exército do Povo (NEP) armaram hoje uma emboscada na região central das Filipinas, matando dez soldados e ferindo outros três, informaram fontes militares.

EFE |

Segundo relatos, os soldados investigavam denúncias de extorsão relacionadas às eleições de 10 de maio quando foram surpreendidos pelos rebeldes maoístas em uma área remota da ilha de Mindoro.

Depois de atirar contra os militares, os guerrilheiros fugiram em direção às montanhas, disse o coronel Carlos Quita, comandante regional do Exército filipino.

De acordo com o oficial, o NEP está intensificando as atividades de intimidação contra empresários e líderes políticos de seus redutos.

O braço armado do ilegal Partido Comunista das Filipinas tem de 5.700 a 7.200 combatentes. No ano passado, completou quatro décadas lutando contra as forças do Governo, em um conflito que causa mortes todas as semanas. EFE csm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG