Guerrilha islâmica mata 3 no sul da Tailândia

Bangcoc, 24 jan (EFE).- Supostos guerrilheiros islâmicos mataram a tiros três de seus correligionários civis na região sul da Tailândia, onde continua a violência do movimento separatista muçulmano, informou hoje a Polícia.

EFE |

Todos os ataques aconteceram ontem na província de Yala, onde um homem de 46 anos foi baleado na saída de uma mesquita.

As forças de segurança suspeitam que os rebeldes acreditavam que a vítima era um informante da Polícia.

As outras vítimas foram um homem de 65 anos, baleado diante de sua casa, e um outro de 30, morto por homens em uma moto.

Cerca de 3.300 pessoas foram mortas no sul da Tailândia desde que os insurgentes retomaram a luta armada em janeiro de 2004, após uma década de pouca atividade guerrilheira.

Os ataques com armas leves, assassinatos e atentados com bomba acontecem diariamente nas três províncias de maioria muçulmana do país, Narathiwat, Pattani e Yala. EFE grc/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG