úteis contatos com Uribe - Mundo - iG" /

Guerrilha do ELN não considera úteis contatos com Uribe

Bogotá, 17 jun (EFE).- O colombiano Exército de Libertação Nacional (ELN) não considera útil, por enquanto, novas aproximações com o Governo do presidente colombiano, Álvaro Uribe, afirmou o chefe máximo do grupo guerrilheiro, Nicolás Rodríguez Bautista.

EFE |

"Hoje, não vemos (as aproximações) como úteis. (Mas) não descartamos que, mais adiante, possamos sê-lo", disse Rodríguez em uma entrevista concedida à revista "Insurrección", da própria organização rebelde.

Na publicação, o guerrilheiro faz menção à fracassada reunião exploratória para um processo de paz que o Executivo de Uribe e o ELN abriram em dezembro de 2005, em Havana, e que, após várias rodadas de contatos, foram suspensas em meados do ano passado.

"Depois dos infrutíferos esforços nos diálogos, pela conduta aguerrida do Governo, vemos como mais urgente o diálogo com os diversos setores do país e do continente que prosseguir dialogando com este Governo", declarou Rodríguez.

Neste contexto, o líder rebelde anunciou que o ELN considera os países signatários da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) como "interlocutores válidos para trabalhar pela paz e superar a grave crise que a Colômbia vive".

O documento constitutivo da Unasul foi assinado pelos governantes de Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela durante uma reunião realizada em Brasília em 23 de maio.

"Da nossa parte, existe plena disposição para esta cooperação e troca, na busca por uma solução política (na Colômbia)", continuou o líder do ELN, guerrilha castrista fundada em 1964 e com cerca de 5.000 homens. EFE jgh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG