Guerrilha diz ter matado 65 soldados no nordeste do Sri Lanka

Nova Délhi, 28 dez (EFE).- A guerrilha Tigres de Libertação da Pátria Tâmil (LTTE) disse que matou 65 soldados e deixou outros 120 feridos em dois combates no nordeste do Sri Lanka.

EFE |

Segundo o site Tamilnet, ligado ao LTTE, o confronto mais grave ocorreu hoje na área de Alampil, situada no distrito de Mullaitivu - um dos pontos onde os guerrilheiros têm muita força.

Eles alegam ter abatido 50 soldados e deixado outros 90 feridos, mas o Exército desmentiu a informação. A guerrilha apreendeu armamento do Exército e recuperou os corpos de 16 soldados.

Além disso, outros 15 soldados perderam a vida e mais de 30 ficaram feridos no povoado de Uduppukkulam. A guerrilha não divulgou suas baixas em ambos os casos.

Também neste sábado, o Ministério da Defesa anunciou a tomada da cidade de Mulliawalai após duros combates contra a guerrilha. A ação faz parte da operação de conquista de território no norte do país, até então praticamente todo em poder dos rebeldes. EFE daa/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG