EUA alertam para onda de bombardeios em Bagdá" / imenso desastre , diz ex-adjunto de Rumsfeld - Mundo - iG" / EUA alertam para onda de bombardeios em Bagdá" /

Guerra no Iraque é imenso desastre , diz ex-adjunto de Rumsfeld

A guerra dos Estados Unidos no Iraque é um imenso desastre, que criou uma verdadeira incubadora de terroristas, afirma em um estudo o ex-funcionário do Pentágono Joseph Collins. http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/04/18/eua_alertam_para_onda_de_bombardeios_em_bagda_1278359.htmlEUA alertam para onda de bombardeios em Bagdá

Redação com agências internacionais |

"Medida em sangue e dinheiro, a guerra do Iraque alcançou o status de guerra maior e imenso desastre", escreveu Collins em estudo entitulado "Optar pela guerra: a decisão de invadir o Iraque e suas conseqüências", publicado pela Universidade de Defesa Nacional.

Entre 2001 e 2004, Collins foi adjunto do então secretário da Defesa, Donald Rumsfeld, um dos principais artífices da invasão do Iraque, em março de 2003.

Os Estados Unidos pagam hoje o preço desses erros: menos respeito no mundo, um exército exigido em excesso e o impacto negativo sobre a guerra contra o terrorismo, "que deve agora ceder a prioridade ao Iraque, em termos de recursos humanos, materiais e atenção das autoridades", destaca Collins.

"Nossos esforços lá (no Iraque) deveriam melhorar a segurança dos Estados Unidos, mas criaram, pelo menos temporariamente, uma incubadora de terroristas", lamentou.

Al-Qaeda chama de fracasso

O segundo líder no comando da rede Al-Qaeda, Ayman al-Zawahri, disse em uma mensagem de áudio, para marcar os cinco anos da invasão ao Iraque liderada pelos EUA, que a guerra resultou em fracasso e derrota.

Zawahri debochou da decisão do presidente norte-americano, George W. Bush, de suspender a retirada das tropas do Iraque em julho, afirmando que Bush está com medo de admitir a derrota e está tentando passar o 'problema' para seu sucessor.

'O que conseguiu a invasão americana no Iraque. Hoje, depois de cinco anos, é ... fracasso e derrota', disse Zawahri, em gravação divulgada em um site usado por grupos islâmicos.

'As tropas americanas, se forem embora vão perder tudo e se ficarem vão sangrar até a morte. Isso é o que Bush escolheu para seu Exército e seu povo, que o elegeu duas vezes.'

Bush havia aprovado neste mês uma recomendação de seu comando no Iraque para completar a retirada em julho de cerca de 20 mil soldados extras destacados no ano passado, mas depois impôs um congelamento de 45 dias para avaliar a situação da segurança no país antes de considerar mais cortes das tropas.

A autenticidade da gravação não pôde ser imediatamente verificada, mas a voz parecia como a de Zawahri.

Zawahri também se referiu ao clérigo xiita muçulmano Moqtada al-Sadr, dizendo que ele estaria sendo usado pela inteligência do Irã.

O líder da Al-Qaeda também alertou os Estados Unidos contra qualquer acordo com o Irã sobre a região. 'Os objetivos do Irã são claros: a inclusão do sul do Iraque e o leste da península (arábica) e tentar se unir aos seus seguidores no sul do Líbano', disse.

(*Com informações das agências AFP e Reuters)

Leia mais sobre: Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG