Guerra na RDC levou mais de 200 mil para floresta

Mais de 200.000 pessoas vivem há uma semana na selva do leste da República Democrática do Congo (RDC) por temer ações violentas dos soldados ou dos rebeldes, anunciou nesta segunda-feira a Missão das Nações Unidas na RDC (Monuc).

AFP |

"Uma equipe da Monuc que voltou no fim de semana passado das localidades de Kanyabayonga, Kanya e Kirumba confirmou que mais de 200.000 pessoas, entre moradores destas aldeias e refugiados das aldeias vizinhas de Rutshuru e Kibirizi, estão vivendo na selva há uma semana" na província de Kivu Norte, afirmou a Monuc em comunicado.

"Os moradores temem uma eventual invasão destas localidades pelos rebeldes do CNDP (Congresso Nacional para a Defesa do Povo) ou por elementos descontrolados" do Exército da RDC, revela o texto.

bed/yw/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG