Roma, 21 jun (EFE).- A coleção primavera-verão de 2010 da Gucci, apresentada hoje na semana de moda masculina de Milão, aposta em calças com a barra virada à altura do tornozelo e camisas com figuras geométricas inspiradas nas criações do arquiteto Oscar Niemeyer, combinados com bolsas de crocodilo ou serpente píton.

No segundo dia de desfiles, Frida Giannini, diretora artística da grife, apresentou um homem que usa muito branco, mas não hesita em lançar mão de cores quentes, como o celeste, que foi usado em muitos acessórios, mas sempre para ressaltar o aspecto esportivo.

Assim como a Dolce&Gabbana, a Gucci apresentou calças com barra dobrada no tornozelo, em tons que vão desde o preto até o branco, com cintos de couro e camisas com desenhos geométricos inspiradas em Niemeyer.

A grife apostou nas bolsas grandes, confeccionadas com couro de crocodilo ou de píton, que dá ao homem que veste Gucci um efeito de luxo, na clássica linha da casa, o que também é visto nos sapatos.

Já a Versace apresentou um homem romântico, que usa camisetas e túnicas que se sobressaem das jaquetas em tecidos claros ou em diferentes tonalidades de azul ou caqui.

A marca eliminou os botões das jaquetas, trocando por ganchos, e o homem Versace veste também suéteres de seda, abertos, sem mangas e amarrados pela cintura.

O couro é usado em calças, que continuam justas e são utilizadas com cintos do mesmo material.

Gianfranco Ferré, por sua vez, aposta em camisetas cinzas e brancas de seda com bermudas, e combina jaquetas de dois botões celestes com calças claras, curtas, e sapatos brancos.

Também mostraram nas passarelas hoje suas ideias para a primavera-verão de 2010 as grifes Frankie Morello, Bottega Veneta e Carlo Pignatelli.

Nesta segunda desfilam, entre outras, as grifes Salvatore Ferragamo, Calvin Klein, Prada, Roberto Cavalli, Canali e Etro. EFE jl/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.