Guatemala pede a Brasil que participe de projetos de energia e segurança

O presidente da Guatemala, Álvaro Colom, pediu a seu par brasileiro, Luis Inácio Lula da Silva, em visita ao país, que empresas brasileiras invistam em projetos energéticos, e que Brasília negocie a compra de aviões Supertucano para o combate ao narcotráfico.

AFP |

"Colom reiterou ao presidente Lula o convite para que empresas brasileiras participem das próximas licitações de novas áreas para a exploração de petróleo e gás, em terra e no mar", relata uma declaração conjunta divulgada após o encontro dos dois líderes na noite de segunda-feira.

Lula "demonstrou interesse de que empresas de seu país participem destes projetos ", acrescenta.

Os presidentes também destacaram o avanço das negociações para a aquisição de aviões brasileiros Supertucano, que "permitirão à Guatemala exercer um melhor controle de seu espaço aéreo, para combater o narcotráfico, o crime organizado e outras ameaças".

Colom e Lula também declararam que "a redução da pobreza e a luta contra a exclusão social são objetivos comuns de seus governos e constituem a essência de suas linhas de trabalho".

Nesta terça, Colom levará Lula para visitar dois programas sociais guatemaltecos inspirados em modelos brasileiros: o Escuelas Abiertas, que abre as instituições de ensino nos fins de semana para os jovens, e o Comedores Solidarios, que vende alimentos a baixo custo para famílias pobres.

ec/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG