Guatemala, 12 jun (EFE).- As autoridades da Guatemala informaram hoje que o número de casos confirmados da gripe suína no país chegam a 96, mas que ainda não é possível saber se um menino de 12 anos que morreu na semana passada foi vítima da doença.

Um porta-voz do Ministério da Saúde guatemalteco disse hoje à Agência Efe que as autoridades aguardam os resultados dos exames realizados após a morte do menor, que foram enviados para um laboratório especializado nos Estados Unidos.

O garoto foi contaminado pela gripe, mas as causas da morte diagnosticadas inicialmente foram broncopneumonia e insuficiência renal.

Embora a Organização Mundial da Saúde (OMS) tenha incluído em um relatório emitido hoje um menor morto pela doença na Guatemala, a fonte explicou que "isso será oficial até que se conheçam os resultados" das análises.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE ca/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.