Guatemala envia ao Haiti novos especialistas em resgate

Guatemala, 20 jan (EFE).- Uma nova equipe de especialistas guatemaltecos viajou hoje ao Haiti para contribuir no resgate de sobreviventes, depois do devastador terremoto de nove dias atrás, informou uma fonte oficial.

EFE |

O grupo, cujo número não foi detalhado, é formado por representantes do Exército e da Coordenadoria Nacional para a Redução dos Desastres (Conred) e se chama Equipe de Resposta Imediata (ERI).

Segundo a Conred, o contingente se unirá a um grupo que já foi enviado na semana passada, entre bombeiros e militares, que ajuda na busca de sobreviventes e na retirada dos escombros provocados pelo forte tremor de 7 graus.

O ERI se somará ao esforço de muitos países que ajudam a levantar das ruínas o país caribenho, que hoje sofreu um novo tremor de 6,1 graus na escala aberta de Richter, Por sua vez, o ministro da Saúde guatemalteco, Ludwig Ovalle, anunciou que está analisando a possibilidade de enviar ao Haiti um grupo de médicos para auxiliar no atendimento aos milhares de feridos que deixou o terremoto.

Na segunda-feira passada, a Guatemala enviou um avião da Força Aérea com ajuda humanitária e nos próximos dias deve enviar outro com alimentos.

A Igreja Católica guatemalteca começa no próximo domingo a recolher dinheiro e alimentos para enviar aos desabrigados pelo sismo no país caribenho.

O terremoto de 7 graus na escala Richter ocorreu às 19h53 (Brasília) do dia 12 e teve epicentro a 15 quilômetros da capital haitiana, Porto Príncipe. Segundo declarações à Agência Efe, o primeiro-ministro do Haiti, Jean Max Bellerive, acredita que o número de mortos superará 100 mil.

O Exército brasileiro informou que 18 militares do país que participavam da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) morreram em consequência do terremoto.

Entre os civis - além da médica Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, e de Luiz Carlos da Costa, o segundo civil mais importante na hierarquia da ONU no Haiti -, foi informado hoje que outra mulher também morreu no tremor, aumentando para 21 o número total de vítimas brasileiras. EFE ouro/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG