O comandante dos Guardiães da Revolução, corpo de elite do regime iraniano, afirmou nesta quarta-feira que Israel é muito vulnerável a um ataque balístico do Irã como para se permitir iniciar uma ofensiva contra este país, informou a agência de notícias Mehr.

"Nossa avaliação estratégica é que se e regime sionista, sozinho ou ao lado dos Estados Unidos, executar alguma ação (contra o Irã), todas as suas regiões serão vulneráveis em prazo mínimo, pois este país carece de profundidade estratégica e está ao alcance dos mísseis iranianos", disse o general Mohammad Ali Jafari.

"A capacidade balística do Irã é tal que o regime sionista, com todos os seus meios, não poderá fazer frente", acrescentou o comandante dos Guardiães da Revolução.

As autoridades iranianas citaram nos últimos meses a ameaça de um ataque militar israelense para impedir a República Islâmica de fabricar a bomba atômica.

Os comandantes militares iranianos ameaçaram, por sua parte, responder com um ataque de mísseis, em particular do tipo Shahab-3, com um alcance teórico de 2.000 km, o que deixa Israel dentro de seu raio de ação.

sgh/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.