Guardas de fronteira russos tomaram posições nas fronteiras das regiões separatistas georgianas da Abkházia e Ossétia do Sul, segundo um acordo com Moscou, informou neste sábado a agência de notícias Interfax, citando o chefe do departamento regional do FSB (serviços especiais, ex-KGB), Nikolai Lissinski.

A Otan afirmou que os acordos assinados na quinta-feira pela Rússia para proteger as regiões separatistas georgianas são uma clara violação do cessar-fogo russo-georgiano de 2008 alcançado com a mediação da União Europeia (UE).

Os acordos assinados na quinta concedem a proteção do exército russo às fronteiras da Ossétia do Sul e da Abkházia, duas regiões separatistas pró-rusas que se autoproclamaram independentes da Geórgia.

Rússia e Geórgia se enfrentaram em agosto passado em uma guerra de curta duração, que começou quando Moscou ajudou a Ossétia do Sul a contra-atacar a ofensiva georgiana para recuperar o controle desse território.

Moscou reconheceu, além disso, a independência da Abkházia e da Ossétia do Sul, uma iniciativa que até agora só foi seguida pela Nicarágua.

pm/pvh/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.