Guardas do Kremlin detêm homem que queria visitar Medvedev

MOSCOU (Reuters Life!) - Um trabalhador da construção civil desempregado alarmou os guardas do Kremlin ao tentar passar por eles para o que ele disse ser uma reunião com o presidente russo, porque iria se tornar seu cunhado, disse um jornal popular nesta quinta-feira. Ele foi prontamente informado de que Dmitry Medvedev tinha apenas um filho único adolescente e foi, então, levado para um hospital psiquiátrico na noite de quarta-feira, disse o Komsomolskaya Pravda.

Reuters |

Nativo da volátil região muçulmana russa do Daguestão, o homem de 35 anos, que foi identificado apenas como Bakhtiyar, tentava melhorar sua sorte entrando através do casamento para a família de Medvedev, depois de perder o emprego na construção durante a crise financeira, disse o jornal.

(Reportagem de Amie Ferris-Rotman)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG