Guantánamo: UE inicia diálogo com os EUA para receber detidos

O comissário europeu Jacques Barrot e o ministro Ivan langer da República Tcheca, país que preside a União Europdia, iniciaram nesta segunda-feira, em Washington, conversações com as autoridades americanas sobre uma eventual acolhida a ex-detidos da prisão de Guantánamo.

AFP |

Ambos encontram-se nesta segunda-feira com o secretário de justiça e procurador-geral dos EUA, Eric Holder, encarregado de assegurar o fechamento do centro de detenção mais controvertido do mundo.

O presidente Barack Obama assinou no dia 22 de janeiro um decreto que prevê o fechamento de Guantánamo antes de um ano, e seu governo se dedica a examinar os processos de cada um dos cerca de 245 detidos atuais.

lum/cel/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG