Grupos latinos pedem a Obama fim de operações contra imigrantes

Nova York, 15 jan (EFE).- Organizações latinas e comunitárias pediram hoje ao presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, que coloque fim às operações e deportações de imigrantes como um primeiro passo em direção a uma reforma migratória justa e humana.

EFE |

"Interromper as operações e as deportações são as duas medidas administrativas imediatas que pedimos ao presidente Obama", afirmou Miguel Ramírez, do Centro Hispano Cuzcatlán, em entrevista coletiva à qual assistiram representantes de outras entidades que trabalham em favor dos direitos dos imigrantes.

Os ativistas desejam lembrar ao novo presidente democrata, um dia depois de assumir o cargo - no dia 20 de janeiro -, as promessas que fez durante a campanha de fazer uma reforma das leis de imigração, assim como o apoio dado com seus votos em 4 de novembro.

No dia 21, muitas organizações se reunirão em frente a prédios federais em Nova York e outras cidades dos Estados Unidos, entre outros atos, nos quais pedirão o fim de deportações e operações contra imigrantes.

"Sabemos que aprovar uma reforma do sistema de imigração demora tempo, mas precisamos de sinais de boa vontade por sua parte", afirmou Ramírez, que lembrou que Obama prometeu às organizações latinas que promoveria uma reforma da Lei de Imigração "justa e humana" se apoiassem sua candidatura à Presidência.

As organizações, entre as quais se encontram a Comissão Latina sobre a Aids, a Coalizão de Imigração de Nova York e a Aliança de Comunidades Latino-americanas e do Caribe (NALACC), manifestaram em comunicado que 2009 começa com um evento "promissor", como é a inauguração da Presidência de Obama. EFE vm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG