Grupos de esquerda do Uruguai rejeitam bases militares dos EUA na Colômbia

Montevidéu, 6 ago (EFE).- Uma manifestação reuniu hoje 20 militantes de esquerda na frente da residência presidencial do Uruguai, onde se reuniram o líder de Estado uruguaio, Tabaré Vázquez, e o da Colômbia, Álvaro Uribe.

EFE |

O presidente colombiano chegou esta madrugada a Montevidéu para explicar a Vázquez o acordo militar que Bogotá estuda assinar com os Estados Unidos sobre o estabelecimento de bases militares americanas na Colômbia.

Montevidéu é a penúltima etapa de sua rápida viagem por vários países latino-americanos, com o objetivo de explicar o polêmico acordo com os EUA e que terminará ainda hoje, no Brasil.

O Governo de Uribe alega que este pacto tem como objetivo de lutar contra o narcotráfico e o terrorismo, mas vários países da região, liderados pela Venezuela, rejeitaram a presença de unidades militares americanas na América do Sul.

A rejeição foi expressada pelos manifestantes reunidos em volta da Residência Suárez, onde Vázquez e Uribe se reuniram.

Segundo a rádio local "Carve", os manifestantes pertencem às organizações de esquerda radicais Memória Plenária e Justiça e Grupo Fogonero.

Os participantes do protesto não puderam passar dos cordões de segurança em torno da residência presidencial e que foram reforçados por várias caminhonetes policiais antidistúrbios.

Tanto o Governo colombiano, quanto o americano negam que o convênio bilateral em matéria de defesa seja uma ameaça para a estabilidade de determinados países ou da região.

Uribe chegou a Montevidéu procedente do Paraguai e também visitou a Argentina, o Chile e o Peru, durante a rápida viagem.

A última etapa é Brasília, onde Uribe deve chegar às 10h30, no horário local.

Fontes oficiais uruguaias citadas pela versão digital do jornal "El País" afirmaram que Vázquez manifestará a Uribe seu respeito pela soberania da Colômbia, embora a posição histórica da Frente Ampla, seu partido, seja contrária à instalação de bases dos EUA na América do Sul. EFE jas/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG