A situação na região de Darfur no Sudão está se deteriorando com um aumento da violência e apesar de o governo de Jacarta dizer o contrário, indicou nesta terça-feira uma coalizão de grupos de direitos humanos em um relatório conjunto.

O informe rejeita as declarações do governo sudanês de que as condições estão melhorando na devastada Darfur, e acusa as autoridades de levar adiante a guerra, obstruir a ajuda humanitária e tentar persuadir o Conselho de Segurança da ONU a suspender uma ordem de prisão da Corte Penal Internacional contra o presidente Omar al-Beshir.

Os grupos de defesa dos direitos humanos, que incluem o Human Rights Watch, a coalizão Save Darfur e o Human Rights First, difundiu seu informe intitulado "Sudão: retórica versus realidade em Darfur" às vésperas do promotor da Corte Penal Internacional, Luis Moreno Ocampo, se reunir com o Conselho de Segurança para dar conta de suas investigações.

ddl/rpl/cn-lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.